Amen é o primeiro aplicativo digital gratuito que permite que as pessoas entrem em contato com religiosos consagrados para solicitar orientação espiritual e responder a perguntas sobre seu dia a dia. Além disso, oferece a opção de conhecer informações sobre as igrejas mais próximas e suas atividades ou receber reflexões diárias.
Ciro Duarte, criador do aplicativo, explica que a idéia dessa ferramenta digital é aproximar as pessoas da fé: “queríamos disponibilizar on-line um aplicativo, ou seja, ter o máximo de informações possível, como se fosse um tipo de manual para todas as pessoas encontrarem lá tudo o que precisamos para viver nossa fé ou refletir e ter uma vida mais pacífica e pacífica ”.
O aplicativo foi lançado em 2017 e possui cinco módulos. No primeiro, você tem a opção de entrar em contato com os religiosos por meio de mensagens – é possível anonimamente, se preferir – solicitar aconselhamento espiritual ou esclarecer dúvidas. Esta função é executada com geolocalização e o sacerdote mais próximo será responsável por responder a você. Caso contrário, o aplicativo enviará automaticamente sua mensagem aos religiosos disponíveis.
No segundo módulo, você terá a opção de procurar a igreja mais próxima de você em um raio de 10 quilômetros; lá, você pode visualizar seus horários e as atividades que realiza no dia-a-dia, “este é um módulo colaborativo, onde todos podem adicionar igrejas e editar suas informações.”, explica Duarte.
No terceiro módulo, você pode visualizar o evangelho do dia e, no quarto, encontrará orações, reflexões diárias e convites para diferentes atividades que você pode colocar como favorito e compartilhá-los.
Este ano, o aplicativo está chegando a 50.000 mil downloads e no próximo ano eles esperam chegar a 100.000 mil. Além disso, Duarte diz que trabalha “para estar disponível em idiomas como mandarim, árabe ou alemão e incorporar a opção de mensagens de áudio e chamadas”.
Se você deseja baixar o aplicativo, pode encontrá-lo no Android ou IOS e está disponível em cinco idiomas: inglês, espanhol, português, francês e italiano.